IPMWORKS brilha na audição do Parlamento Europeu sobre o uso sustentável de produtos fitofarmacêuticos

O projeto H2020 IPMWORKS, um dos principais defensores da Proteção Integrada (IPM), recebeu um convite especial para a audição pública realizada no Parlamento Europeu, em Bruxelas, no dia 23 de maio. O evento permitiu ao IPMWORKS apresentar as suas iniciativas inovadoras aos membros do Parlamento Europeu (MEPs), no meio dos debates em curso em torno do Regulamento Europeu sobre o uso sustentável de produtos fitofarmacêuticos.

A audição pública proporcionou uma oportunidade para o IPMWORKS destacar o seu compromisso com práticas sustentáveis de gestão de pragas e doenças em toda a Europa. Com mais de 22 hubs de demonstração e 250 explorações agrícolas que participam ativamente nos seus programas, o IPMWORKS apresentou o seu historial de sucesso.

Mais especificamente, durante a audição, dois agricultores foram o centro das atenções para partilhar as suas motivações e estratégias eficazes para reduzir a utilização de produtos fitofarmacêuticos. A CONSULAI, como parceira do projeto, marcou a sua presença e levou um dos agricultores do seu Hub de Horticultura, o Bruno Neves, para dar testemunho da sua jornada a tentar reduzir o uso de produtos fitofarmacêuticos, na sua exploração hortícola. Bruno captou a audiência com as suas abordagens inovadoras. Eduardo Crisol, um Hub Coach e facilitador do projeto IPMWORKS, ofereceu um testemunho convincente sobre a promoção de soluções de controlo biológico e biodiversidade auxiliar em estufas da Andaluzia.

Para além dos testemunhos dos agricultores, a audição sublinhou o papel vital dos serviços de aconselhamento agrícola. Os métodos baseados no intercâmbio de conhecimento entre pares foram destacados como fundamentais para promover a reconfiguração do sistema e soluções personalizadas adaptadas a situações específicas. Foram apresentados resultados que demonstram estimativas da utilização de produtos fitofarmacêuticos nas explorações parceiros do IPMWORKS, bem como dados de autoavaliação dos agricultores sobre a qualidade do controlo de pragas, a carga de trabalho e a rentabilidade das explorações. Por outro lado, os resultados quantitativos da rede francesa DEPHY, afiliada ao IPMWORKS, com mais de 12 anos de experiência na promoção e na recolha de dados sobre o IPM, mostraram que as estratégias destinadas a reduzir a dependência dos produtos fitofarmacêuticos não têm de comprometer a produtividade agrícola ao nível da exploração.

As apresentações provocaram uma troca dinâmica de perguntas e comentários dos deputados, sublinhando o impacto significativo que o IPMWORKS tem tido na formação de práticas agrícolas sustentáveis.

Para reviver a discussão esclarecedora, a audiência está disponível para reprodução em inglês aqui.

O IPMWORKS continua firme na sua missão de impulsionar práticas sustentáveis de gestão dos inimigos das culturas e criar um futuro mais sustentável para a agricultura. Com a sua participação notável na audição do Parlamento Europeu, a organização continua a elevar a conversa em torno do uso sustentável de produtos fitofarmacêuticos.

Sobre o IPMWORKS
O projeto IPMWORKS tem trabalhado no sentido de construir uma rede europeia de explorações agrícolas para demonstrar estratégias de Proteção Integrada (IPM) e promover a adoção destas estratégias através da troca e partilha de conhecimento. O IPMWORKS coordena as redes existentes que promovem a gestão integrada de pragas e doenças e lançou novos polos de explorações agrícolas em regiões ou setores onde os pioneiros da Proteção Integrada ainda não estavam envolvidos numa rede relevante. Os agricultores das diferentes redes estão a trabalhar em conjunto em pequenos grupos coordenados por consultores (os chamados “hub coahes”) cujo papel tem sido muito relevante na facilitação da partilha de conhecimentos, na orientação dos agricultores para encontrarem as suas próprias soluções de IPMe na organização de atividades de demonstração em campo.
A CONSULAI participa no projeto IPMWORKS com dois hubs (grupos de agricultores) que acompanha e apoia na transição para uma prática da Proteção Integrada de forma holística, um grupo focado no setor hortícola, localizado na Região Oeste e Ribatejo e o outro focado no setor vitícola, localizado no Alentejo. Sendo ainda coordenadora do pacote de trabalho da comunicação e disseminação do projeto.

O projeto IPMWORKS recebeu financiamento do programa de investigação e inovação Horizonte 2020 da União Europeia ao abrigo do acordo de subvenção n.º 101000339.

Contacto do Coordenador do projeto:
Nicolas Munier-Jolain
nicolas.munier-jolain@inrae.fr

Contacto Nacional:
Francisca Viveiros
fviveiros@consulai.com

Outras Notícias

28 de Novembro, 2019

Produção de leite ecológica, amiga do clima e com bem-estar animal

Cerca de 400 agricultores, investigadores e técnicos do setor leiteiro são esperados amanhã, 29 de Novembro, em Esposende, para a edição 2020 do Colóquio Nacional do Leite, organizado pela APROLEP, Associação dos Produtores de Leite de Portugal, em colaboração com a AJADP, Associação dos Jovens Agricultores do Distrito do Porto, com o apoio da Caixa [...]

ler mais

14 de Março, 2023Eventos Projetos

ClieNFarms – Apoiando a transição para uma agricultura europeia mais neutra e resiliente às alterações climáticas

ClieNFarms é um projeto de Inovação de 4 anos, financiado pela Comissão Europeia para apoiar o Pacto Ecológico Europeu. Tem como objetivo o codesenvolvimento e a disseminação de soluções sistémicas adaptadas ao contexto local, de modo a contribuir para o aumento de explorações agrícolas sustentáveis, climaticamente neutras e resilientes em toda a Europa. Apoiando a [...]

ler mais