IPMWORKS: uma rede Europeia de agricultores para demonstrar e promover estratégias de proteção integrada das culturas

O IPMWORKS é um projeto europeu financiado pelo programa H2020 que teve início no dia 1 de outubro e terá uma duração de 4 anos. O projeto é liderado pelo INRAE, em França, e tem 31 parceiros, de 16 países europeus, entre os quais a CONSULAI, em Portugal. O objetivo do IPMWORKS é construir uma rede, a nível da UE, para demonstrar e promover a adoção de estratégias rentáveis de proteção integrada, através da troca de conhecimento e de experiência entre agricultores.

A dependência de produtos fitofarmacêuticos na agricultura europeia é atualmente muito elevada. Na maioria das explorações agrícolas, para evitar as perdas de rendimento, a proteção contra pragas e doenças depende principalmente (e, por vezes, exclusivamente) da aplicação de fitofármacos, o que tem originado um crescente aumento das preocupações sobre os impactes no ambiente e na saúde humana. A utilização prolongada destas práticas culturais pode mesmo causar limitações a longo prazo, uma vez que conduz frequentemente a uma redução da eficácia dos tratamentos, devido ao aumento da resistência por parte das culturas.

De acordo com o novo Pacto Ecológico Europeu (Green Deal), e mais especificamente com a estratégia Do Prado ao Prato, a UE tem planos para reduzir a utilização de fitofármacos em 50% até 2030. Este é claramente um objetivo muito ambicioso, que será extremamente difícil de atingir. Em paralelo, e em conformidade com a Diretiva 2009/128/CE sobre o Uso Sustentável dos Pesticidas, os Estados-Membros estabeleceram também planos de ação nacionais nesta área. Nos próximos anos, a redução da utilização de produtos fitofarmacêuticos será, por isso, uma prioridade máxima da Política Agrícola europeia.

Por toda a Europa, e em particular em Portugal, existem já agricultores que, com sucesso, têm implementado estratégias inovadoras de proteção integrada, conseguindo bons resultados com uma menor dependência de fitofármacos. O desafio para a agricultura europeia é alargar este grupo e promover uma adoção generalizada de estratégias de proteção integrada. O projeto IPMWORKS visa alcançar este objetivo através da disseminação de casos de sucesso, da organização de iniciativas que permitam a partilha de conhecimento, da promoção de atividades de demonstração em explorações agrícolas e da formação de agricultores e de técnicos em proteção integrada.

O IPMWORKS coordenará redes de demonstração que já existem, que promovem estratégias avançadas de proteção integrada, e lançará novas redes em regiões ou setores onde estas ainda não existam. Em Portugal, a CONSULAI vai criar, no âmbito do projeto, duas redes de demonstração, na área da vinha e da horticultura. Agricultores, consultores, decisores políticos, consumidores e outros atores chave estarão envolvidos nesta iniciativa, mostrando que as estratégias de proteção integrada podem contribuir para reduzir substancialmente a utilização de produtos fitofarmacêuticos. O projeto mostrará que a proteção integrada pode manter, ou mesmo melhorar, a rentabilidade dos agricultores, enquanto contribui para reduzir os impactes ambientais.

O IPMWORKS trabalhará, assim, em conjunto com agricultores, técnicos e outros agentes de inovação, na linha da frente das iniciativas que ajudarão a concretizar o Pacto Ecológico Europeu e a Estratégia do Prado ao Prato.

Para mais informações, contactar Marta Mendes (mmendes@consulai.com) - Responsável de Comunicação do projeto

Outras Notícias

26 de Maio, 2020Informações

Pack Solidário “Vidigueira Antão Vaz” – #EuAjudoquemAjuda

No âmbito da iniciativa #EuAjudoquemAjuda, a Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito, CRL estabeleceu um protocolo com a Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) que consiste na oferta de VIDIGEL (gel desinfetante para mãos) a esta instituição de assistência humanitária e social.  No passado dia 30 de abril foram entregues 60 garrafões de 5L de VIDIGEL – 1 por cada ano de existência da Adega – e no próximo dia 4 de junho serão entregues [...]

ler mais

11 de Novembro, 2019

CIAV – Alteração do número de emergência

O número de telefone de emergência do CIAV – Centro de Informação Antivenenos – foi alterado. O CIAV é um centro médico de consulta telefónica na área da toxicologia e presta informações referentes a intoxicações agudas ou crónicas e fornece prognósticos da exposição a tóxicos. Em caso de intoxicações deverá ligar para o 800 250 [...]

ler mais