Projeto Erasmus+ FaRMeR – Gestão do Risco das Explorações para Aumentar a Resiliência

Sobre o projeto Erasmus+ FaRMeR

O setor agroalimentar é um dos maiores setores económicos da UE, com aproximadamente 12 milhões de agricultores empregados, e cerca de metade do território terrestre da UE dedicado à agricultura. Os agricultores de toda a Europa lidam com os riscos e tomam decisões todos os dias que afetam as suas operações agrícolas. Estão expostos a ameaças e incertezas e, como resultado, não podem, em vários casos, compreendê-las, avaliá-las, e geri-las eficazmente. O projeto FaRMeR, um projeto Erasmus+ de dois anos, desenvolverá uma Metodologia de Gestão de Risco e Resiliência para avaliar e gerir os riscos agrícolas tendo em conta o contexto especial dos países da UE e especialmente nas zonas rurais e remotas.

A metodologia aborda a teoria de base e fornece um processo de implementação para que qualquer agricultor possa implementar a gestão de riscos nos seus negócios. Além disso, será desenvolvido um Curso FARMER – com um currículo de formação dividido em módulos de aprendizagem individuais (Identificação de ameaças, Estratégia de gestão de riscos e Política de gestão de riscos), abrangendo todo o espectro de conhecimentos e competências sobre gestão de riscos em operações e gestão agrícola, bem como a utilização de ferramentas digitais para controlar e, em última análise, mitigar os riscos. Finalmente, para abranger todos os resultados e conteúdos de formação, será desenvolvida a Plataforma FaRMeR Online, assegurando que o conteúdo esteja facilmente disponível num único local e seja acedido por todos os grupos-alvo individualmente.

O projeto Erasmus+ FaRMeR em números

Aproximadamente 80 agricultores vão beneficiar diretamente de testar a implementação da Metodologia de Resiliência FaRMeR.

Durante o estudo piloto, 3 explorações agrícolas vão aplicar a Metodologia de resiliência às empresas agrícolas.

A natureza transnacional do projeto irá garantir que o projeto FaRMeR seja promovido e adaptado a 4 países europeus.

O projeto FaRMER será apoiado por 10 entidades parceiras. Estima-se que 25 consultores agrícolas vão beneficiar dos resultados do projeto.

O papel da CONSULAI no projeto

Neste projeto, a CONSULAI é a entidade responsável pelo resultado do Projeto 1 – Ferramenta de avaliação da resiliência, o que significa que a CONSULAI irá supervisionar a criação de um questionário disponível on-line onde os agricultores podem avaliar o seu nível de conhecimento e gestão de risco. A CONSULAI será também o intermediário entre o projeto e os agricultores portugueses. A CONSULAI também lidera a Atividade 3 – Gestão da partilha, promoção e uso, sendo responsável pelo desenvolvimento da estratégia e planeamento das atividades de partilha, promoção e uso, e pela articulação com parceiros para assegurar que o projeto tenha o maior impacto possível para as partes interessadas e grupos-alvo do projeto.

Contacto

Francisca Viveiros | fviveiros@consulai.com

Outras Notícias

18 de Maio, 2021Notícias Internas Projetos

Nova base de dados de serviços de consultoria do i2connect, um projeto H2020

O projeto i2connect, enquadrado no programa Horizonte 2020, tem como objetivo otimizar as competências dos consultores e técnicos de aconselhamento agrícola e das suas organizações, no sentido de envolver e apoiar agricultores e silvicultores nos processos de inovação interativa. A inovação é um fator-chave na adaptação contínua aos por vezes contraditórios, desafios da agricultura no [...]

ler mais

15 de Outubro, 2020Notícias Internas

Vem vestir a nossa camisola!

Estamos a recrutar um novo membro para a Área de Estudos e Estratégia, enquadrado num estágio profissional IEFP. Descrição da posição Trabalhar na Área de Estudos e Estratégia da CONSULAI, com especial enfoque em construir contas operacionais de diferentes culturas agrícolas e elaborar estudos de viabilidade económicos. Acompanhar visitas a clientes, nacionais e internacionais, de [...]

ler mais